A segurança daquele que se refugia em Deus (Salmo 91)

1 Aque­le que habi­ta no escon­der­i­jo do Altís­si­mo, à som­bra do Onipo­tente des­cansará. 2 Direi do Sen­hor: Ele é o meu Deus, o meu refú­gio, a min­ha for­t­aleza, e nele con­fi­arei.

3 Porque ele me livrará do laço do pas­sar­in­heiro e da peste per­ni­ciosa. 4 Ele me cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas estarei seguro; a sua ver­dade é escu­do e bro­quel. 5 Não temerei espan­to noturno, nem seta que voe de dia, 6 nem peste que ande na escuridão, nem mor­tan­dade que assole ao meio-dia. 7 Mil cairão ao meu lado, e dez mil, à min­ha dire­i­ta, mas eu não serei atingi­do. 8 Somente com os meus olhos olharei e verei a rec­om­pen­sa dos ímpios.

9 Porque tu, ó Sen­hor, és o meu refú­gio! O Altís­si­mo é a min­ha habitação. 10 Nen­hum mal me suced­erá, nem pra­ga algu­ma chegará à min­ha ten­da. 11 Porque aos seus anjos dará ordem a meu respeito, para me guardarem em todos os meus cam­in­hos. 12 Eles me sus­ten­tarão nas suas mãos, para que não tropece com o meu pé em pedra. 13 Pis­arei o leão e a áspi­de; cal­carei aos pés o fil­ho do leão e a ser­pente.

14 Pois que tão encar­e­ci­da­mente me amou, [diz o Sen­hor,] tam­bém eu o livrarei; pô-lo-ei num alto retiro, porque con­heceu o meu nome. 15 Ele me invo­cará, e eu lhe respon­derei; estarei com ele na angús­tia; livrá-lo-ei e o glo­ri­fi­carei. 16 Dar-lhe-ei abundân­cia de dias e lhe mostrarei a min­ha sal­vação.

RC Brud­er — Salmo 91 (na primeira pes­soa do sin­gu­lar) — Almei­da Revista e Cor­rigi­da 2009 (ARC)